[ editar artigo]

Medidas econômicas do governo do Paraná

Medidas econômicas do governo do Paraná

Com o agravamento da pandemia de Covid-19, o governo do Paraná anunciou um novo pacote de medidas para tentar minimizar as consequências econômicas para empresas e cidadãos.

Decreto 6.999/2021

  • Publicado no Diário Oficial de terça-feira (2), suspende até o dia 31 de março o ajuizamento de execuções fiscais e a apresentação de protesto de certidões de dívida ativa do Estado.
  • Dívidas Ativas são as dívidas consolidadas com o Estado decorrentes do não pagamento de tributos e multas estaduais, e sua cobrança judicial é regulada pela Lei 6.830, de 1980.
  • Já o protesto é um ato formal extrajudicial para auxiliar na recuperação de créditos da Dívida Ativa.

 

Resolução conjunta Nº 04/2021

  • Prorroga a suspensão dos prazos administrativos para os usuários dos serviços públicos da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest) e do Instituto Água e Terra (IAT).
  • A suspensão passa a vigorar até 8 de março, incluindo, entre outros, serviços como licenciamentos ambientais, renovações de licenças, outorgas, apresentação de relatórios de automonitoramento e apresentação de defesas, recursos e manifestações nos processos administrativos infracionais em trâmite.

 

IPVA

  • A Secretaria da Fazenda adiou em um mês os prazos de pagamento das três parcelas restantes do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
  • Assim, a 3ª parcela, que deveria ser paga em março, terá seu prazo postergado para abril, e assim sucessivamente até a 5ª e última parcela, em junho. As novas datas de pagamento serão divulgadas em breve pela secretaria.

 

OUTRAS MEDIDAS

  • Foi anunciado, ainda, que nos próximos dias serão editados outros decretos relacionados ao ICMS. Assim que forem publicados, produziremos um novo informativo com mais detalhes.

 

Observatório Sistema Fiep
Ler conteúdo completo
Indicados para você