[ editar artigo]

CNPq oferece R$ 50 milhões para projetos de pesquisa no combate à covid-19

CNPq oferece R$ 50 milhões para projetos de pesquisa no combate à covid-19

Chamada pública oferece oportunidade para interessados no desenvolvimento de pesquisa que busque encontrar saídas eficientes para os desafios impostos pela pandemia que assombra o mundo.

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) lançou uma chamada pública para destinar R$ 50 milhões a projetos de pesquisa e inovação destinados ao enfrentamento da covid-19, suas consequências e outras síndromes respiratórias agudas graves.

A instituição é parceira da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI), liderada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), e do Inova Talentos, programa que tem como objetivo ampliar o número de profissionais qualificados em atividades de inovação nas empresas brasileiras.

Por se tratar de uma questão de caráter emergencial de saúde pública, os resultados parciais e finais das pesquisas serão encaminhados aos ministérios em tempo real ou sempre que forem requisitados. Os dados devem auxiliar na tomada de decisões e servir de subsídios para a gestão de saúde. Para a CNI, o investimento em inovação é uma das ações mais importantes para fortalecer iniciativas de combate à covid-19.

De acordo com o edital, a equipe técnica poderá ser formada por pesquisadores, alunos, técnicos e profissionais colaboradores. O responsável pela proposta deverá comprovar vínculo com uma Instituição Tecnológica e de Inovação (ICT), organismo de execução do projeto.

Os interessados terão até o dia 27 de abril para submeter uma proposta elaborada a partir de um dos sete temas relacionados a tratamento; vacinas; diagnóstico; patogênese e história natural da doença; carga de doença; atenção à saúde, além de prevenção e controle.

A iniciativa de apoio ao desenvolvimento de pesquisas científica e tecnológica destinará os recursos às propostas aprovadas. Desse montante, R$ 30 milhões serão financiados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), a partir do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). 

Os outros R$ 20 milhões são do Departamento de Ciência e Tecnologia (DECIT), da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), do Ministério da Saúde.

Observatório Sistema Fiep
Ler conteúdo completo
Indicados para você