[ editar artigo]

COVID-19, o que estamos aprendendo?

COVID-19, o que estamos aprendendo?

 

Pandemia abre espaço para novas descobertas

A situação atual pela qual estamos passando, e que chegou de maneira tão inesperada e alarmante, sem dúvida tem exigido muito de todos nós. Um cenário que despertou fortemente a necessidade de atenção para o autocuidado, e não menos importante, para o cuidado com os outros, sejam eles familiares ou pessoas de nossa convivência, assim como pessoas não tão próximas e que também estão igualmente envolvidas no enfrentamento do novo coronavírus.

COVID-19, o que estamos aprendendo?

Trabalhos remotos, muitos casos de impedimento do convívio com nossos idosos, distanciamento social, o próprio isolamento daqueles que estão mais suscetíveis a contraírem o vírus, enfim, frente às intensas mudanças nas rotinas, cada vez somos alertados sobre a importância de preservar a saúde mental. Por outro lado, mesmo diante da insegurança e outros sentimentos que nos deixam mais vulneráveis, felizmente muitos são os acontecimentos que também vão abrindo espaço para novas descobertas. Como por exemplo, práticas ricas de significado:

  • A gratidão pelos profissionais da área da saúde, que estão trabalhando e cumprindo sua missão de salvar vidas;
  • A importância da higiene, para evitar o avanço do vírus, além do reforço a outros ensinamentos valiosos de proteção à saúde;
  • A atuação de profissionais de diferentes áreas de promoção da saúde, oferecendo orientações e ajuda espontânea para minimizar riscos;
  • A valorização do afeto, que muito deste distanciamento tem provocado;
  • Nos bate-papos virtuais, os momentos de descontração que também têm ajudado a acalmar os ânimos;
  • A criatividade das pessoas, sejam elas artistas ou não, em compartilhar seus talentos: cantando, recitando poesias, tocando um instrumento, na sacada de seus apartamentos, na intenção de apaziguar os corações;
  • Além dos impactos na natureza já noticiados em alguns meios de comunicação, cujos níveis de poluição do ar, rios, mares, têm sido amenizados, demonstrando melhorias significativas em muitos países que estão passando pelas mesmas medidas restritivas.

São apenas alguns exemplos, pois, diante desta pandemia, certamente muitos outros são os aprendizados, acerca do que fazer e, sem dúvida, do que não deve ser feito. Ainda assim, DOAÇÃO, RESPONSABILIDADE, SOLIDARIEDADE, HUMANIDADE, atitudes que se tornam força para lidar com este difícil momento que o mundo está vivendo.

Por: Silvia Pessoa Teuber – Analista de Segurança e Saúde para a Industria Sesi PR

Observatório Sistema Fiep
Ler matéria completa
Indicados para você