[ editar artigo]

Home office sem sedentarismo é possível (e recomendado!)

Home office sem sedentarismo é possível (e recomendado!)

 

Atividade física cria um processo de proteção natural contra diversas doenças.

O Sesi disponibiliza uma CENTRAL DE SAÚDE para tirar suas dúvidas sobre o coronavírus pelo whatsapp: 41 99602-6727 das 8h às 18h.

Como o número de casos confirmados do vírus COVID-19 está aumentando de uma maneira exponencial, no Brasil e no mundo, a solução de algumas empresas para incentivar o isolamento social, no intuito de reduzir a chance de contágio, tem sido liberar seus funcionários para fazer home office. Essa estratégia também foi adotada pelo Sistema Fiep com seus colaboradores, exceto para algumas situações específicas.

O trabalho em casa favorece o conforto em algumas circunstâncias e, em outras, é extremamente preocupante, já que pode ser um incentivo ao sedentarismo. A OMS - Organização Mundial da Saúde orienta que para um indivíduo se considerar ativo é necessário praticar no mínimo 150 minutos de atividades físicas por semana.

Além da atenção plena por isolamento social, de medidas de higiene e limpeza de ambientes, outro aspecto a ser considerado é o cuidado com o sistema de proteção do nosso corpo. Esse sistema de defesa, conhecido como imunológico, é constituído por um grupo de células que tem como objetivo proteger nosso corpo contra microrganismos (vírus, bactérias, fungos, entre outros).

Aumentar o desempenho do sistema imunológico por meio de hábitos saudáveis é uma estratégia de grande relevância no combate ao novo coronavírus. Para isso, além de uma alimentação regular e farta hidratação, outra maneira de aumentar o sistema de defesa é a prática regular de exercícios físicos.

Acesse aqui a cartilha online com mais dicas e orientações sobre o home office.

Segundo a Revista Brasileira de Medicina do Esporte, praticar exercícios (de caráter não competitivo ou competitivo) regularmente traz diversos benefícios, como: melhora do sistema cardiovascular, da função respiratória e dos tônus musculares; diminuição do estresse; melhora do estado de ânimo e favorecimento da estabilidade emocional; promoção de um melhor controle metabólico; otimização da massa corporal. 

Existem várias evidências de que o ato de se movimentar corretamente melhora o sistema imunológico, aumentando os “linfócitos T”, que são células denominadas “natural killers” que tem como função destruir células infectadas por vírus. Essas células circulantes sofrem mudanças em seu número e capacidade funcional, pois são mediadas pela liberação de hormônios, os quais são produzidos durante a atividade física (ex: cortisol e adrenalina), obtendo um processo de proteção natural a diversas doenças.

Não há estudos que indiquem quais modalidades são melhores no que se refere a resultados imunológicos. No entanto, quanto à dosagem, o mais indicado são as atividades de intensidade moderada, isso porque exercícios de alta intensidade aumentam o nível de estresse do organismo, não obtendo os mesmos benefícios.

Sendo assim, o trabalhar em casa pode ser uma situação a ser enfrentada de maneira preventiva, pois se trata de não ficar parado fisicamente.

Seguem abaixo algumas dicas importantes, para que mesmo em casa possamos continuar executando nossas atividades, sem dar vez ao sedentarismo.  

  • Se você pratica exercícios físicos em academia, solicite o contato do profissional responsável para que possa adaptar exercícios para serem executados com segurança dentro de casa.
  • Se você já é um indivíduo ativo, continue fazendo exercícios que não necessitem de aparelhos específicos, assim como abdominal, alongamento, corda, pequenos saltos, polichinelo, (sempre contado com a orientação básica de um profissional).
  • Caso prefira se programar para praticar exercícios ao ar livre, execute sempre próximo de sua casa, onde não haja um grande fluxo de pessoas.
  • Mantenha a higiene das mãos utilizando água, sabão e álcool em gel 70%.
  • Beba água em abundância.
  • Propicie um momento de descontração para essas práticas adaptadas de atividades físicas, com incentivo e participação da sua família.

Acesse aqui a cartilha online com mais dicas e orientações sobre o home office.

Por: Sesi PR


Referências:

  1. COMPORTAMENTO DO CORONA VIRUS NO CALOR É A CHAVE PARA PREVISÃO SOBRE SEU CONTROLE. El País, 2020. 
  2. ATIVIDADE FÍSICA AUMENTA A IMUNIDADE E AJUDA A COMBATER ESTRESSE E DOENÇAS. Total health, 2016. 
  3. SAIBA COMO MELHORAR IMUNIDADE COM AJUDA DE EXERCICIOS FÍSICOS E ALIMENTAÇÃO. Globo Esporte, 2014
  4. ATIVIDADE FÍSICA AUMENTA IMUNIDADE E AJUDA COMBATER ESTRESSE. Globo Esporte, 2016
  5. COMO EXERCÍCIOS AO AR LIVRE AJUDAM CONTRA O CORNA VÍRUS. Ativo, 2020.
  6. RIBEIRO, M Rodrigo. ATIVIDADE FÍSICA NO SISTEMA IMUNOLÓGICO. Etepb, 2020
  7. CASOS EM INVESTIGAÇÃO DOENÇA PELO CORONAVÍRUS 2019. Secretaria de Saúde do Estado do Paraná, 2020
  8. MARTINEZ, C Alfredo. O SISTEMA IMUNOLÓGICO (I): CONCEITOS GERAIS, ADAPTAÇÃO AO EXERCÍCIO FÍSICO E IMPLICAÇÕES CLÍNICAS. Scielo, 1999. 
  9. BRASIL TEM 621 CASOS CONFIRMADOS DE COVID-19 E SEIS MORTES. Agencia Brasil 2020, 
  10. VAI FAZER HOME OFFICE POR CAUSA DO CORONAVÍRUS? CONFIRA AS DICAS, Exame 2020. 

Observatório Sistema Fiep
Ler matéria completa
Indicados para você