[ editar artigo]

Tabagismo e estilo de vida

Tabagismo e estilo de vida

Segundo o Inca, o tabaco prejudica as defesas do organismo e causa inflamação, facilitando a infecção pelos vírus e bactérias. Por isso, o tabagismo é um fator de risco para a Covid-19 e, devido ao comprometimento da capacidade pulmonar, os fumantes têm mais possibilidade de apresentar sintomas graves do coronavírus, conforme alerta o Ministério da Saúde. Fumantes de qualquer idade fazem parte do grupo de maior risco. No Brasil, 19 milhões de pessoas acima de 18 anos são fumantes.

Há um aumento do risco de contaminação, pois os fumantes podem levar o cigarro à boca sem a devida higienização das mãos, além de compartilharem os narguilés, atualmente comum entre os jovens. Outro fato relevante é o risco de queimaduras ao acender o cigarro pós utilização de álcool em gel nas mãos.

Você sabia que após 12 a 24 horas sem fumar os pulmões já funcionam melhor? Sendo assim, este é um ótimo momento para parar de fumar! Deixar de lado o cigarro pode reduzir o risco de desenvolver a forma mais severa da Covid-19.

Sem vacinas e remédios comprovadamente eficazes contra o coronavírus, a imunidade do ser humano torna-se a única forma de prevenir quadros mais graves da doença. Neste contexto, uma boa ideia seria fortalecer os pulmões, órgão muito atingindo durante os estágios mais severos da enfermidade. Mas, como munir esta parte essencial do nosso organismo?

Segundo o pneumologista João Adriano de Barros, do Hospital Nossa Senhora das Graças, não há como fortalecer o órgão ou prepará-lo para isso. “O que pode ser feito é manter qualidade de vida aceitável que traga ganhos em termos gerais em todos os sentidos, como na parte imunológica”.

A alimentação dos fumantes deve ser mais rica em vitamina C, pois ela é fundamental para fortalecer as defesas naturais do nosso organismo. Por isso, recomenda-se acrescentar à alimentação laranja, mexerica, limão, mamão, goiaba e saladas cruas.

A adoção a um estilo de vida ativo, o qual consiste na prática de atividade física regular, buscando atividades que otimizem a capacidade ventilatória do indivíduo, é essencial. Outro fator realmente relevante é que o exercício físico melhora o estado geral de nossa saúde e confronta a ansiedade, auxiliando de forma eficiente no processo de cessação do fumo.

Porém, tais atitudes não devem apenas ser integradas neste momento de pandemia. Esta prática de um estilo de vida saudável deve ser algo incorporado em nossas rotinas diárias. Desta maneira, poderemos superar mais facilmente esta pandemia, além de termos uma saúde vigorosa para todas as etapas de nossa vida. Alimentação saudável, ótima hidratação, prática de atividade física regular são ótimas escolhas para apoiar o combate ao fumo, otimizar as funcionalidades dos nossos pulmões e, consequentemente, promover benefícios significativos no enfrentamento à Covid-19 pelos tabagistas.

Autores:

Deisi Paloschi Rose - Nutricionista e Analista de Segurança e Saúde do Sesi PR

Eduardo Weigang De Campos - Educador Físico e Analista de Segurança e Saúde do Sesi PR

 

O Sesi disponibiliza uma CENTRAL DE SAÚDE para tirar suas dúvidas sobre o coronavírus pelo email centraldeinformacoes@sistemafiep.org.br ou pelo whatsapp: 41 99602-6727 das 8h às 18h. Confira também as cartilhas orientativas.

Observatório Sistema Fiep
Ler conteúdo completo
Indicados para você